Dalledone Advogados Associados

"Sociedade de Advogados especializada no Direito Criminal há mais de uma década."

TJ concede habeas corpus para delegado Recalcatti

recalcatti 1

TJ concede habeas corpus para delegado preso por morte de suspeito

 

 

Rubens Recalcatti foi preso na terça-feira (13), em Curitiba.
Segundo o MP-PR, ele teria participado da morte de suspeito de homicídio.

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) concedeu um habeas corpus nesta segunda-feira (19) para o delegado Rubens Recalcatti, que comandava a Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP). Ele estava preso desde o dia 13 deste mês, por suspeita de participação na morte de Ricardo Geffer. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), Geffer foi morto após ser preso pela Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, Geffer era suspeito de matar o ex-prefeito de Rio Branco do Sul, João Nazzari, conhecido como João da Brascal. O político era primo de Recalcatti. Segundo testemunhas, o delegado participou da prisão de Geffer, que teria sido executado pelos policiais antes mesmo de ser encaminhado à delegacia.

Testemunhas afirmaram ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que o delegado autorizou aos policiais que executassem Geffer. A Polícia Civil, no entanto, diz que ele foi morto em contronto com os policiais, no momento da prisão. De acordo com um laudo do Instituto Médico-Legal, Geffer levou oito tiros, sendo um na cabeça.

Segundo o advogado Cláudio Daledone, que defende Recalcatti, o TJ-PR entendeu que não havia motivos para manter o delegado preso. Ele foi detido em caráter temporário e poderia ficar por até 30 dias na cadeia.

FONTE: http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2015/10/tj-concede-habeas-corpus-para-delegado-preso-por-morte-de-suspeito.html